abril 14, 2008

Rio de Janeiro - Final

Passei alguns dias de férias na cidade do Rio de Janeiro e o que posso dizer...

Mesmo não saindo muito, não tendo ido a todos os points, deu pra ter uma idéia de como ela funciona e como é diferente, de certa forma, de Porto Alegre.

Digo de certa forma por que a maior diferença é que o Rio é uma metrópole e uma cidade turística o que atrai muita gente. É uma cidade que cresceu sem que a infra-estrutura crescesse junto. Então os problemas são os mesmos só que em uma escala maior. E se o poder público não faz nada - e não faz - as coisas só tendem a piorar, infelizmente. Mas é assim pelo Brasil todo.

É lamentável que a dengue tenha chegado ao nível de epidemia. Quando cheguei não sabia que a coisa estava assim tão séria, não havia tanto alarde, e agora a doença anda se espalhando pelo país. Por aqui estamos esperando que o frio chegue logo, assim o risco diminui. O frio não acaba com os ovos, mas espanta os mosquitos e evita que alguém contaminado acabe disseminando a dengue por aqui.

E o carioca: posso dizer que o carioca é batalhador, não é de ficar parado, é só sair na rua e ver a quantidade de gente se virando, vendendo de tudo pelas calçadas, até filhote de cachorro. Por outro lado também vi muita gente pedindo nas sinaleiras, dormindo nas calçadas, largados a própria sorte.

E o trânsito, que loucura. Pegar um ônibus é uma aventura, param no meio da rua, os motoristas não sabem nada, se não está engarrafado voam, não andam. Fiz uma viagem que mais parecia montanha-russa: cheia de emoção.

Gostei dos passeios que fiz, andar de bondinho, ver a cidade lá de cima; caminhar entre as palmeiras imperiais no Jardim Botânico – aqui também temos o nosso Jardim Botânico, mas não é tão grande, com tantos recantos. E quem dera ter um calçadão à beira mar por aqui como em Copacabana.

E, pra não dizer que fui ao Rio e não vi nenhum famoso, quando fui ao Barra Shopping vi o Aílton Graça - pra quem não ligou o nome a pessoa é aquele ator que fez o pai do Foguinho em Cobras e Lagartos. Aliás, nesse dia vi como tem turista mal educado solto por aí, será que eles pensam que podem ser assim por que são turistas? A gente sai pra se divertir e aí vai ficar discutindo sobre pra que lado é a fila do ônibus? E quando o ônibus chegou foi aquele corre-corre, aquele empurra-empurra, uma baixaria.

Enfim, a viagem foi boa. A combinação de praia e montanha no mesmo lugar, o clima, mas não trocaria Porto Alegre pelo Rio pra morar, aliás, não trocaria por nenhum dos lugares que já conheci. Gosto da tranqüilidade que ainda temos por aqui.

Bem, mas ficou a saudade e as lembranças da Cidade Maravilhosa. Me aguardem que ainda volto aí.

Aos amigos, em especial aos cariocas, uma boa semana. Aproveitem!

3 comentários:

Vivi disse...

Amiga...
Legal que vc gostou da minha cidade. Eu amo o RJ, conheço muita coisa legal por aqui, mas tbm sei dos defeitos do RJ, mas são coisas de metrópoles realmente...
Um bjão e volte!

Agridoce disse...

Que delícia de passeio hein?
Mas acho que nem precisa ir até o Rio, aqui mesmo em Porto Alegre acontecem coisas todos os dias que é de nos deixar apavorado...
e tem razão, o nosso jardim botanico é bem bonitinho
Beijos e bom fim de semana

Janaina de Almeida disse...

Legal o seu passei pelo Rio, mas pena que há tanta coisa desagradável...
Ver artista por aqui, é no Barra Shopping, praias(Copacabana, Leblon e Barra).
Denise, é como a blogueira Magui escreveu:esse é alto preço que o Rio está pagando pela transferência de capital,entendeu?
Um dia ainda penso em conhecer Porot Alegre, e vou, beijos.